CLICK HERE FOR FREE BLOGGER TEMPLATES, LINK BUTTONS AND MORE! »

Pages

quinta-feira, fevereiro 16, 2012

Construção...

Quero deixar claro que não entendo muito de construção ou coisa parecida, o que estou postando aqui foi o que aprendi durante a construção da minha casa, informações retiradas de sites e blogs que me ajudaram e muito para que eu pudesse construir meu lar.


Documentação
Ao pretender adquirir um terreno, deve-se exigir a certidão de propriedade do imóvel, atualizada, para saber se a situação está regular. Nesse documento, requerido no Cartório de Registro de Imóvel, levanta-se o histórico do terreno ao longo dos anos (se foi vendido, arrendado ou hipotecado). Já do proprietário e de seu cônjuge, se for o caso, é importante solicitar certidões de ações dos distribuidores cíveis, protesto, execuções fiscais e de ações federais.
Tudo isso pode ser obtido no fórum ou, dependendo da região, no cartório local. Esses documentos indicam se há ações contra o proprietário que possam comprometer o bem a ser vendido ou que envolvam o imóvel. Se o vendedor for pessoa jurídica, deve-se ainda requerer a Certidão Negativa de Débitos (CND) do INSS. O carnê do IPTU, no qual constam as metragens do terreno e seu valor venal, entre outros dados, também precisa ser exigido. Para se certificar de que não há nenhum débito pendente, o comprador pode também pedir à prefeitura a Certidão Negativa de Débitos Municipais, que mostra se existem outras taxas devidas ao município, referentes ao terreno. Por fim, se o proprietário constar como solteiro na certidão de propriedade, deve-se verificar se casou. Nesse caso, além das certidões em nome de seu cônjuge, há necessidade de se fazer averbação do casamento perante o Cartório de Registro de Imóveis, exibindo-se a respectiva certidão. Mesmo que o proprietário declare continuar solteiro, vale a pena averiguar se ele mantém uma situação de concubinato. Nesse caso, o(a) companheiro(a) também precisa concordar com a venda.

Projeto

O preço do projeto representa, aproximadamente, 5% do custo total da obra. Construir sem projeto pode significar ter que demolir e reconstruir algumas partes da casa ou refazer alguns serviços podendo chegar a prejuízos de cifras totalmente imprevisíveis, além da perda da qualidade da sua construção. Resultado: custos altos, tempo perdido, aborrecimentos, etc.
           O primeiro projeto, que vai servir de base para a feitura dos demais, é o Projeto Arquitetônico. Normalmente elaborado por um arquiteto, o Projeto de Arquitetura é a materialização de uma idéia, aliada a aspectos técnicos tais como funcionalidade, conforto, estética, salubridade e segurança, além de outros aspectos legais. É a interface entre a idéia e a realidade do que se deseja construir. Nele estão representados os cômodos com suas divisões, dimensões e áreas, as peças sanitárias dos banheiros e áreas de serviço, a disposição do mobiliário, tudo isso em planta (horizontal) e em cortes (vertical). Inclui-se também nesse projeto a locação do terreno, o detalhamento do telhado e as fachadas.
            O Projeto Arquitetônico deve ser aprovado no órgão competente da Prefeitura Municipal, podendo o custo dessa aprovação estar ou não incluído nos serviços do arquiteto, devendo ser combinado antes.
Eu me aventurei em fazer a planta da minha casa, usei uns programas on-line como por exemplo o Floor Planner (com ele podemos fazer a planta em 2D e visualisar em 3D). Mais é obvio fiz a planta da maneira que eu queria que fosse minha casa e depois mostrei pro Arquiteto para ele verificar e fazer as modificações necessárias dentro daquilo que eu havia desenhado e é claro que houveram várias.... Mais depois de muita conversa chegamos num resultado satisfatório para ambas as partes.


A construção
       Quem contratar?
Importantíssima é a decisão de quem contratar para executar a obra. Existem muitas opções de profissionais para você entregar a responsabilidade de construir a sua casa: construtoras, empreiteiras, engenheiros civis, arquitetos, mestres de obras, e até mesmo profissionais de construção como pedreiros experientes. Independentemente do profissional uma coisa deve ser lembrada ao se tomar a decisão: a construção que você vai iniciar será o maior ou um dos maiores bens que integrarão o seu patrimônio, sendo, portanto incabível o descuido com a sua qualidade.
       E recomendável ter referências sobre o construtor que vai executar o seu empreendimento. Graças a Deus eu tive muita sorte neste quesito, conheço muitas pessoas que tiveram inúmeros problemas com a construção da casa. A pessoa que construiu nossa casa fez tudo, desde a fundação até o acabamento menos é claro a parte elétrica que contratei um eletricista para fazer.

Abaixo um desenho da planta da minha casa, ela é assim hoje e eu estou muito satisfeita.



2 comentários:

Katia Figueredo

Oi Faby!
Olha, pra quem tá ingressando nesse mundo de reformas e construções, qq informação é muito importante! E td q vc colocou nesse post, nossa, vai ajudar muita gente! Obrigada por compartilhar! Bjssss

"Nandinha construindo a felicidade com você..."

Olá, passei por aqui e adorei o seu blog,parabéns, estou te seguindo me siga também Beijos

Postar um comentário